Acadêmicos de Ciências Contábeis são aprovados no Exame do CFC mesmo em sala de aula

Benito Matheus Neto, Edilaine Andrade Maciel, Maria Marta Corrêa e Dhienifer Tharla de Oliveira começaram o 8º Termo agora no último dia 17 e só irão concluir seus estudos no final do ano. 

Quatro acadêmicos do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade AJES foram aprovados no último Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), aplicado no mês de maio. Todos os anos a AJES tem alunos aprovados no exame, porém, o que despertou a atenção é que os aprovados ainda não concluíram seus estudos.

O Coordenador do Curso de Ciências Contábeis, professor Wilson Antunes de Amorim, é um dos entusiasmados com a notícia. “Sem dúvidas é um motivo de grande alegria para todos nós que diariamente convivemos com esses alunos e, receber essa notícia nos deixa (a mim e aos demais professores) muito felizes. Ver que eles superaram seus limites e deixaram para trás vários concorrentes, nos enche de alegria”, destacou.

Ele informa que todos os anos cerca de 06 acadêmicos da Faculdade AJES passam no exame, ainda sem concluir o curso. “Essas aprovações mostram que estamos no caminho certo, que conseguimos transmitir aos nossos alunos um ensino de qualidade, pensando no futuro profissional deles. Às vezes, agimos com dureza e, muitos não gostam e nos taxam de carrascos, mas depois que passam no exame entendem que fizemos o melhor para prepará-los para o futuro e o resultado está ai, todos os anos muitos alunos aprovados no CRC”.

Benito Matheus Neto, Edilaine Andrade Maciel, Maria Marta Corrêa e Dhienifer Tharla de Oliveira começaram o 8º Termo agora no último dia 17 e só irão concluir seus estudos no final do ano. O canudo mesmo só no mês de março, mas já podem ser considerados profissionais de contabilidade, o que deixou a faculdade e os professores orgulhosos.

“Como passaram no CRC, já podemos considerá-los colegas de profissão, e por isso desejo felicidades, sucesso e estaremos aqui na faculdade para auxiliá-los a qualquer momento que precisarem de suporte, estaremos de braços abertos para recebê-los”, concluiu.