Acadêmicos de Direito da AJES participaram de "Sustentação Oral em Direito Civil e Direito Processual Civil"

A atividade contribuiu para a formação acadêmica em preparação para o exercício da advocacia

Acadêmicos do VI Termo do Curso de Direito da AJES participaram, na noite desta quarta-feira (22.11), do Projeto Interdisciplinar de Sustentação Oral. A atividade, que envolveu as disciplinas de "Direito Civil e Direito Processual Civil", foi desenvolvida nos moldes assemelhados à condução dos processos nos Tribunais.

Os acadêmicos, sob a coordenação e orientação do professor Givago Dias Mendes e da professora Lanaira da Silva, simularam o julgamento de processos nos Tribunais, e eles, na condição de advogados, de membros do Ministério Público, e de desembargadores, protagonizaram o exercício de sustentação oral, e de manifestação oral, no curso do julgamento. Para tanto, utilizaram casos hipotéticos trazidos pelo professor, e estudos por eles.

De acordo com o professor Givago Dias Mendes, o projeto não envolveu apenas a manifestação oral, mas intensa preparação dos alunos. “Na semana anterior, eles entregaram, como se estivessem protocolando perante o órgão público, as respectivas peças processuais (recursos) por escrito e minuta dos votos, muito bem fundamentados, simulando também a apresentação dos recursos no cotidiano do profissional do Direito. Assim, a sustentação oral coroou o projeto, mas a ideia foi simular por inteiro os julgamentos realizados nos Tribunais, em todas as suas fases, isto é, desde o protocolo do recurso até seu julgamento”, explicou.

Ele destacou também que atividades dessa natureza contribuem para a formação técnica dos alunos, possibilitando-lhes desenvolver o raciocínio lógico e a oratória: "Através do projeto, os alunos estão se preparando para o futuro, quando ingressarem na carreira jurídica, principalmente na questão da oratória. Eu, particularmente, acho o projeto magnífico, uma vez que, na minha época, não tive esse treinamento", disse ele.

Um dos acadêmicos envolvidos na atividade revelou que sua expectativa era grande para a sustentação oral, pois iriam colocar em prática o que aprenderam no decorrer do Curso: "Cada um dará sua contribuição, e assim iremos aprender em conjunto", revelou.

Participaram como convidados os Defensores Públicos da União, Dr Raphael Santoro e Dr José Célio, da Defensoria Pública da União em Juína (DPU). O Dr Raphael comentou que a iniciativa é importante. "Muitos acadêmicos são tímidos, então, o projeto os auxilia, treinando sua oratória e, ao mesmo, os capacitando para quando forem exercer a advocacia", comentou.